Escolha de caças ficará para governo Dilma, diz Lula

Segundo ele, não faz sentido a 24 dias do fim do seu mandato definir um processo que resultará 'numa dívida que levará anos para ser paga'

Alfredo Junqueira, de O Estado de S.Paulo,

07 Dezembro 2010 | 13h44

RIO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou nesta terça-feira, 7, que não pretende tomar uma decisão sobre a compra dos 36 caças que vão reequipar a Força Aérea Brasileira. Segundo ele, não faz sentido a 24 dias do fim do seu mandato definir um processo que resultará "numa dívida que levará anos para ser paga".

O presidente informou que deve receber nos próximos dias o parecer técnico que vai avaliar as três propostas oferecidas por empresas da França, dos Estados Unidos e da Suécia. Ele falou sobre o assunto depois de participar de solenidade do lançamento Cartão Família Carioca da Prefeitura do Rio de Janeiro, no Palácio da Cidade.

Mais conteúdo sobre:
caça FAB escolha Lula governo Dilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.