Escolas federais terão aulas de francês

Um acordo firmado entre o Ministério da Educação (MEC) e o governo da França vai permitir que a língua francesa seja ensinada em nove escolas federais profissionalizantes e no Colégio Pedro II, do Rio. As aulas serão dadas por professores nativos, que virão ao Brasil. O convênio foi assinado na seguna-feira em Brasília pelo secretário de Educação Média e Tecnológica do Ministério da Educação, Raul David do Valle Júnior, e pelo embaixador da França no Brasil, Alain Rouquié. Pelo acordo, dez professoras francesas que lecionam português na França ficarão no Brasil durante seis meses - entre 1.º de julho e 31 de dezembro -, ministrando cursos de francês instrumental. Cada docente receberá uma ajuda de custo de R$ 2 mil por mês. De acordo com Raul do Valle, a capacitação em língua francesa vai proporcionar aos professores e estudantes das escolas beneficiadas o acesso a uma língua estrangeira, condição essencial para a realização de cursos de especialização ou pós-graduação em países onde não se fala o português. "O francês já foi considerado a língua mais importante do mundo. Hoje é o inglês que ocupa esse espaço. Como espanhol, são vitais nas relações internacionais", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.