Escândalo na Receita coloca em risco cargo de secretário Cartaxo

Fontes do governo questionam silêncio do ministro Guido Mantega e defendem demissão

Rui Nogueira, de O Estado de S.Paulo,

02 de setembro de 2010 | 12h10

BRASÍLIA - Causou profundo mal estar no Planalto a informação de que o comando da Receita Federal montou uma operação para abafar o escândalo da quebra de sigilo de tucanos e da filha do candidato do PSDB, José Serra. A operação, noticiada na edição desta quinta-feira, 2, do jornal O Estado de S. Paulo, teria o objetivo de evitar impacto político na campanha da candidata do PT, Dilma Rousseff.

 

Veja também:

Receita tentou abafar caso de filha de Serra

 

Na quarta-feira, 1º, à noite, integrantes do governo discutiram o descompasso entre a posição técnica, que apontou a irregularidade do documento apresentado para ter acesso às declarações de Verônica Serra, e a postura política adotada pelo comando da Receita.

 

O desfecho da situação pode custar o cargo do secretário da Receita, Otacílio Cartaxo. No governo, algumas fontes questionam o silêncio do ministro da Fazenda, Guido Mantega, e defendem a demissão imediata de Cartaxo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.