Escândalo danifica confiança do governo, diz Financial Times

O jornal Financial Times afirma hoje que o "escândalo de corrupção" contra o ex-subchefe da assessoria parlamentar da Casa Civil Waldomiro Diniz "danifica a confiança no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva". Segundo o diário financeiro, o governo estava se esforçando ontem para limitar o impacto da denúncia, "o primeiro escâdalo de corrupção a atingir os 14 meses da administração de esquerda". O jornal inglês afirma que mesmo se o caso continuar contido, ele prejudica a imagem de lisura pregada pelo Partido dos Trabalhadores e poderia afetar a sua autoridade no Congresso Nacional. "A preocupação do investidor de que o escândalo poderia enfraquecer o governo ou suspender sua reforma de agenda afetou os mercados financeiros na sexta-feira", disse o jornal. O Finacial Times observou que até o momento o ministro- chefe da Casa Civil, José Dirceu, não foi ligado diretamente a qualquer irregularidade e o governo provavelmente irá defendê-lo com determinação. "Mesmo assim, os críticos certamente vão usar o episódio para prejudicar o chefe de gabinete", disse o FT. "Mesmo dentro do PT, muitos acreditam que a concentração de poder de Dirceu - montada para trazer coerência para a diversa aliança política - foi longe demais".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.