Escândalo afasta presidente da Câmara de Triunfo-RS

O presidente da Câmara dos Vereadores de Triunfo (RS), Fábio Daniel de Souza Wrasse (PDT), pediu afastamento do cargo ontem. A decisão aconteceu depois de ir ao ar no Fantástico, domingo, reportagem denunciando o uso de verba pública para turismo pelas Câmaras de Vereadores de três cidades gaúchas, incluindo Triunfo. O vice-presidente da Casa, João Batista dos Reis Cunha (PP), assumiu hoje a presidência.

JULIA BAPTISTA, Agência Estado

10 de agosto de 2010 | 14h54

Ontem, o Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul (TCE-RS) e a Polícia Civil apreenderam documentos nas câmaras municipais de Triunfo, General Câmara e Dom Pedro de Alcântara, na primeira etapa de um inquérito criminal e de uma auditoria que vão investigar o pagamento de diárias para vereadores por participação em cursos que, na prática, não eram frequentados, quase sempre em cidades turísticas.

A investigação também vai se estender às empresas que oferecem aulas de legislação e aperfeiçoamento de atividade legislativa e entregam ou vendem diplomas sem exigir a presença dos vereadores, permitindo que eles recebam as diárias e usem a viagem para passear. "Em tese, se vislumbra a possibilidade de crimes de falsidade ideológica e contra a administração pública", disse o diretor do Departamento Estadual de Investigação Criminal (Deic), delegado Ranolfo Vieira Júnior.

A nova "farra" dos vereadores gaúchos foi revelada por uma equipe da RBS TV no programa Fantástico. Usando câmeras escondidas e contando com ajuda de um ex-assessor parlamentar, a reportagem mostrou uma sala de aulas vazia enquanto vereadores inscritos para um curso em Foz do Iguaçu (PR) passeavam nas cataratas ou faziam compras em Ciudad del Este, no Paraguai, ganhando diárias de seus municípios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.