Erundina quer renegociar dívida da Prefeitura de SP

A ex-prefeita e candidata da Coligação PSB-PMDB, Luiza Erundina, em entrevista ao Grupo Estado, afirmou que irá repactuar a dívida da Prefeitura de São Paulo. "Vamos repactuar a dívida, inclusive questionando duas cláusulas do acordo. O prazo de 25 anos é razoável, o juro de 6% ao ano, também. Mas esse compromisso de pagar 20% do principal da dívida a cada ano e pagar 13%, de juros sobre os serviços da dívida anualmente... São R$ 100 milhões mês. Olha, não tem sociedade que consiga arrecadar e cumprir isso", afirmou Erundina.Questionada sobre possíveis dificuldades quanto à negociação da dívida, a candidata da coligação PSB-PMDB ponderou que o governo federal não pode assumir o ônus de inviabilizar a cidade que representa um terço do Produto Interno Bruto (PIB) do País. "Aqui tem o empresariado, aqui tem o movimento sindical, aqui está a sociedade civil organizada, aqui estão as multinacionais. O mundo globalizado está aqui em São Paulo. São Paulo é uma cidade global, mundial. Será que o governo brasileiro vai se dar ao luxo de dizer: não, não vamos negociar e pronto! Eu não acredito", ressaltou Erundina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.