José Patrício|Estadão
José Patrício|Estadão

Erundina lança candidatura em SP e diz que Haddad faz governo 'medíocre'

Prefeita ente 1989 e 1993, deputada federal pelo PSOL quer atrair os eleitores de esquerda insatisfeitos com o PT

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

11 Junho 2016 | 14h18

SÃO PAULO - Prefeita de São Paulo pelo PT entre 1989 e 1993, a deputada federal Luiza Erundina (PSOL) lançou oficialmente neste sábado a sua pré-candidatura à prefeitura da capital com críticas duras ao prefeito Fernando Haddad (PT).

"Haddad faz um governo medíocre. Ele não ousou em nada. A periferia está abandonada", disse ela ao Estado.

Em 2012, quando estava no PSB, Erundina chegou a ser anunciada como candidata a vice na chapa de Haddad, mas desistiu depois que ele se aliou ao ex-prefeito Paulo Maluf (PP).

A estratégia do PSOL em 2016 será a de atrair os eleitores de esquerda que estão insatisfeitos com o PT.

"A sociedade não vê o governo Haddad como a força que representa a esquerda no Brasil. Precisamos rearticular os setores progressistas", afirma a deputada.

A pré-candidata do PSOL também crítica Haddad por, segundo ela, "não ter protagonismo" no movimento nacional contra o presidente interino de Michel Temer. "Esse governo é golpista", afirma Erundina.

A deputada classifica seus demais adversários, o empresário João Doria, do PSDB, o vereador Andrea Matarazzo, do PSD, o deputado Celso Russomanno, do PRB, e a senadora Marta Suplicy, do PMDB, como "representantes da direita conservadora".

O lançamento da candidatura ocorreu na quadra do Sindicato dos Bancários, no centro da cidade. O candidato a vice de Erundina será o deputado federal Ivan Valente, também do PSOL.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.