Erundina flerta com a possibilidade de voltar ao PT

A deputada federal Luiza Erundina, que em 1997 deixou o PT e filiou-se ao PSB, sinalizou neste sábado que está disposta a discutir um eventual retorno ao seu antigo partido. Erundina, que participou de um seminário promovido pela Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT, foi ovacionada pelos participantes. Com o grito "Volta, volta", ela não escondeu a satisfação. Questionada sobre a possibilidade de atender ao chamado, respondeu, com um sorriso no rosto: "Isso é uma questão para a gente refletir muito, né?" Em seguida, preferiu a cautela. Aproveitando referências à fidelidade partidária feitas no seminário, emendou: "Vocês não estão falando em fidelidade partidária? Como querem que eu fique pulando de partido para partido?". Mas depois, voltou a acenar para a possibilidade. "Vamos discutir isso." Erundina arrancou aplausos da platéia em diversas ocasiões. Em uma delas, atacou o aumento salarial de mais de 90% obtido por deputados e senadores no final da semana passada e pediu à sociedade que pressione o Congresso para que a decisão seja revista. "Eu me sinto envergonhada de ser vista pela sociedade como uma daquelas pessoas que vão ter aquele salário."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.