Erundina é vítima do golpe do falso seqüestro

A deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP) foi vítima do golpe do falso seqüestro nesta quarta-feira. Erundina recebeu uma ligação no celular durante a reunião da bancada do partido, às 11 horas, dizendo que a irmã havia sido seqüestrada. A deputada levou 20 minutos para conseguir contato com a irmã, que, por ser médica, não foi achada de imediato.O que deixou a deputada mais nervosa, segundo informações do seu gabinete, foi ter conversado com uma mulher que fingiu ser sua irmã e ainda a chamou por um apelido de família. A mulher também chorava e gritava. A ligação foi interrompida antes que houvesse pedido de resgate. Apesar da tensão, Erundina não precisou de atendimento médico. O gabinete da deputada contatou a polícia e informou que está tentando chegar à origem da ligação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.