Erundina diz que Lula se rendeu ao neoliberalismo

A deputada Luíza Erundina (PSB), que foi uma das fundadoras do PT, pelo qual se elegeu para a Prefeitura de São Paulo, em 1989, fez pesadas críticas ao governos Lula e Marta Suplicy, em entrevista no programa Canal Livre, da Rede Bandeirantes. "A política deste governo (federal) é uma política neoliberal, e isso está inviabilizando inclusive os compromissos do candidato Lula. Vocês imaginaram que, no primeiro ano do governo Lula, o trabalho infantil aumentou 50% em relação ao governo anterior", disseDe acordo com a ex-prefeita, o governo do PT já assumiu um rumo neoliberal antes mesmo de assumir o poder, na fase de transição do governo FHC. "Sua posição foi de assumir para si a política que estava sendo conduzida na época. Ele assumiu o governo antes da posse, a meu ver. Ele ficou sem discurso, tem inclusive um documento assinado pelo ministro da Fazenda se comprometendo com as metas do FMI, que aliás estão sendo ultrapassadas no superávit fiscal." (...) Ele está cedendo a compromissos (que não eram do Partido dos Trabalhadores), o que é inaceitável. (...) Eu tenho uma enorme decepção."Sobre MartaSobre a atuação da prefeita Marta Suplicy, Luíza Eruundina disse que ela conta com o apoio, na Câmara dos Vereadores, da "tropa de choque" dos ex-prefeitos Paulo Maluf e Celso Pitta. "Eles hoje são vice-líderes do governo municipal." E ironizou: "Mudaram estes vereadores, ou mudou o governo?". CandidaturaA deputada do PSB não escondeu seu propósito de concorrer à sucessão municipal, em outubro próximo, dizendo que, para tanto, seu partido convocou um seminário entre partidos da oposição, citando especificamente o PPS e o PDT, para a formulação de um programa de governo. Não descartou, também, a participação do PSDB nesta frente, embora reconhecesse que, no primeiro turno, cada partido pode querer concorrer com candidato próprio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.