Erundina diz que foi bem avaliada na Prefeitura

A candidata da coligação PSB-PMDB à Prefeitura de São Paulo, Luiza Erundina, afirmou, na entrevista promovida pelo Grupo Estado, que não se sentiu reprovada pela população quando terminou seu mandato como prefeita de São Paulo, em 1993. Segundo ela, a pesquisa realizada nos últimos dias de seu governo, pelo próprio jornal O Estado de S.Paulo, mostrava uma aprovação de 80% ao seu mandato."Nós conseguimos deixar a área da saúde, educação, gestão e outras áreas da cidade em uma situação bem melhor do que a que se encontram hoje. Não me sinto reprovada pelo desempenho do nosso governo", disse ela.A candidata citou, contudo, as dificuldades que teve para governar com um PT que lhe fazia oposição. "Tive minoria na Câmara durante os quatro anos. Não nos submetemos à lógica e à prática nada ética como, ao meu ver, os poderes têm se relacionado nos outros governos que se sucederam ao nosso", criticou.Na opinião de Erundina, a população reconheceu os méritos da sua atuação como prefeita. "Teve falhas, limitações. Mas nós saímos bem do governo, o que nos credencia a participar das eleições".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.