Erundina aproximará Haddad da periferia, diz Campos

O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, disse nesta quinta-feira que a ex-prefeita e deputada Luiza Erundina (PSB-SP) é um nome de consenso e tem total apoio do partido para ser a candidata a vice da chapa de Fernando Haddad (PT) para disputar a Prefeitura de São Paulo. Campos destaca que Erundina pode ajudar a aproximar o petista do eleitorado mais pobre.

LUCIANA NUNES LEAL, Agência Estado

14 de junho de 2012 | 12h05

Segundo Campos, dirigentes do PSB terão na noite desta quinta-feira uma conversa decisiva com a deputada. "Luiza é consenso no partido, jamais colocaríamos o nome de Luiza se não houvesse esta unidade. Falta ela dizer ''sim''. Não posso constranger Luiza", afirmou.

O governador disse que, caso aceite a indicação, Erundina poderá ajudar Haddad no diálogo "com as periferias, com os nordestinos que foram para São Paulo, com quem ela tem uma história antiga".

Sobre o fato de que Haddad centra a campanha no discurso de ser um nome novo e Erundina, de 77 anos, estar há muito tempo na política, Eduardo Campos respondeu: "Luiza faz uma liga de um tempo da política com outro tempo da política. Faz um link histórico interessante. É bonito unir uma militante como ela, de tantos anos, e um jovem político".

O governador está no Rio participando de uma conferência paralela à Rio+20, sobre mudanças climáticas, na sede da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan).

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesSPPTPSB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.