Erundina acredita ter boas chances na disputa em SP

A deputada federal Luiza Erundina,do PSB, que aparece em quarto lugar nas pesquisas de intenção devoto para a Prefeitura de São Paulo, acredita que pode repetirneste ano o feito de 1988. Naquele ano também entrou na corridacomo candidata azarão, bem atrás de João Leiva, do PMDB, e deJosé Serra, do PSDB, e virou o jogo, conquistando a prefeitura. "Minhas condições agora são melhores, porque daquela vez eu nãotinha nada, nem o apoio do meu partido, o PT", disse. "E hoje,embora continue com poucos recursos, tenho total apoio do PSB." O apoio ficou evidente na lista de presença dolançamento da candidatura Erundina. Quase toda a cúpula do PSBparticipou da convenção municipal, realizada em condições muitomodestas, na sede do sindicato dos eletricitários, no bairro daLiberdade. Na mesa, ao lado de Erundina, encontravam-se, entreoutros, o ex-governador do Paraná, Jayme Lerner, os senadoresGeraldo Mesquita Júnior (AP) e João Capiberibe (AC), oex-ministro da Ciência e Tecnologia, Roberto Amaral, oex-goleiro e deputado mineiro João Leite, que lidera aspesquisas de voto para a prefeitura de Belo Horizonte, e ovice-líder do governo na Câmara, Beto Albuquerque, candidato emPorto Alegre.A deputada terá como vice o ex-deputado estadual PedroDallari, também do PSB. Mas é uma indicação provisória. Até odia 30 ele poderá ser substituído por um candidato de outraagremiação partidária, conforme ficou acertado na convenção dehoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.