Erenice Guerra nomeou filha de presidente dos Correios

Antes de nomear David José de Matos presidente dos Correios, a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra designou uma das filhas dele, Paula Damas de Matos, assessora na Secretaria Executiva do ministério. Ontem, Paula foi exonerada, "a pedido", conforme consta no Diário Oficial da União de hoje.

ANA PAULA SCINOCCA E KARLA MENDES, Agência Estado

22 de setembro de 2010 | 15h10

Paula foi nomeada para o cargo de assessor de gabinete, segundo consta também no Diário Oficial, em 25 de junho deste ano. Deixou o posto em meio às denúncias que já provocaram a queda de Erenice, no Planalto, e do coronel Eduardo Artur Rodrigues Silva da Diretoria de Operações dos Correios.

Silva foi defenestrado após a descoberta de que era testa de ferro do verdadeiro dono da empresa Master Top Linhas Aéreas (MTA), como revelou o jornal O Estado de S. Paulo, que é o empresário argentino Alfonso Conrado Rey.

Presidente dos Correios, Matos confirmou a exoneração da filha. "Pedi a ela que se afastasse", disse. O presidente da estatal afirmou que recomendou à filha que deixasse o cargo diante "das confusões e críticas" levantadas pela imprensa.

Segundo ele, Paula foi nomeada para a Casa Civil para realizar "um trabalho específico sobre enchentes". "O trabalho duraria mais uns dois meses, mas pedi que se afastasse", afirmou David Matos. Procurada, a Casa Civil apenas confirmou que Paula saiu do cargo a pedido dela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.