Enviado da ONU promete relatório imparcial

No último dia da sua visita a Roraima, o relator especial da Organização das Nações Unidas (ONU) para os Direitos dos Povos Indígenas, James Anaya, reuniu-se ontem com o governador José de Anchieta Júnior (PSDB). No encontro, no Palácio Senador Hélio Campos, o governador voltou a defender a revisão da demarcação da terra indígena Raposa Serra do Sol.Na revisão defendida por ele seriam excluídas da reserva as grandes fazendas de arroz lá instaladas, uma área destinada para a construção de uma hidrelétrica e quatro vilas de moradores não-índios. Anchieta Júnior também deixou claro ao visitante internacional que seu governo vai respeitar a decisão do Supremo Tribunal Federal, que deverá analisar a questão na próxima quarta-feira, seja ela qual for.O relator da ONU, um índio americano, reafirmou na reunião que sua visita não teve nenhum intuito de influenciar o julgamento do Supremo. Mesmo tendo ouvido somente os índios ligados ao Conselho Indígena de Roraima (CIR), que defende a expulsão dos não-índios, ele garantiu que seu relatório sobre os conflitos na reserva será "imparcial". Hoje e amanhã Anaya visita os índios de Mato Grosso do Sul. A visita oficial será encerrada na segunda-feira, em Brasília, com uma entrevista coletiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.