Dida Sampaio / Estadão
Dida Sampaio / Estadão

Entidades reagem com ‘indignação’ e ‘perplexidade’ à provocação de Bolsonaro à imprensa

Mais cedo, presidente questionou a presença da imprensa na saída do Palácio da Alvorada por riscos de contaminação do novo coronavírus

Bianca Gomes, O Estado de S.Paulo

26 de março de 2020 | 17h47

A Associação Nacional de Editores de Revistas (ANER) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) reagiram com “indignação” e “perplexidade” às falas de deboche do presidente Jair Bolsonaro dirigidas à imprensa. “A triste provocação do presidente escarnece de todos aqueles que colocam a saúde em risco para prestar um serviço essencial aos brasileiros”, diz nota das entidades divulgada nesta quarta-feira, 26.

Mais cedo, Bolsonaro questionou a presença da imprensa na saída do Palácio da Alvorada por riscos de contaminação da doença. Sem se aproximar do local onde jornalistas o aguardavam, o mandatário disse que eles deveriam estar em casa de quarentena.

A nota afirma ainda que, embora desejariam estar recolhidos em isolamento com suas famílias, representantes de veículos de comunicação seguirão cobrindo todos os fatos relevantes para o País. “A imprensa tem consciência de que deve, mais do que nunca, seguir no trabalho de informar a população.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.