Entidades assinam acordo para criar cadastro rural

Os ministérios do Planejamento, do Desenvolvimento Social e do Desenvolvimento Agrário juntamente com o Banco do Brasil e vários governos estaduais e entidades de classe assinaram acordo de cooperação técnica com o Ministério do Meio Ambiente para implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR), que está previsto no novo Código Florestal.

AE, Agência Estado

20 de dezembro de 2012 | 19h41

Além da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Organização das Cooperativas Brasileira (OCB), assinaram o acordo os governos de Amapá, Alagoas, Paraíba, Roraima, Maranhão e Tocantins. No total, 18 Estados já assinaram termos de cooperação para acelerar o processo de regularização dos imóveis rurais. Rio de Janeiro foi o primeiro, em agosto, e mais 11 em novembro: Amazonas, Acre, Rondônia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Piauí, Paraná, Sergipe, Ceará, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou durante o evento de assinatura de 14 acordos de cooperação técnica, que a iniciativa é essencial para identificar e registrar cada um dos 5,4 milhões de imóveis rurais brasileiros, até o final de 2014. "Na realidade o que nós fizemos aqui foi mais um passo a favor da consolidação do CAR, e as parcerias com esses órgãos são fundamentais para o processo ganhar escala", disse a ministra, em solenidade que contou também com participação do ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas.

O presidente da Comissão Nacional de Meio Ambiente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Gilman Viana Rodrigues, que participou da solenidade, defendeu a regularização ambiental das propriedades rurais e afirmou que a CNA vai colaborar nesse processo, difundindo conhecimento sobre técnicas de recuperação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.