Entidade critica frase de Tasso

A Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) pediu ontem explicações ao senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) por ter chamado o senador Almeida Lima (PMDB-SE) de "boneca". Na quinta-feira, no Conselho de Ética, Tasso respondeu a discurso de Almeida Lima dizendo "calma, boneca" e imitando trejeitos efeminados. Em seguida, os dois passaram a trocar insultos.No ofício enviado a Tasso, o presidente da ABGLT, Toni Reis, diz que isso reforça o preconceito contra homossexuais. "Se a declaração foi reproduzida fielmente, o senhor foi infeliz ao utilizar-se de um termo denotando a homossexualidade como forma de menosprezar outro parlamentar." Segundo sua assessoria, Tasso não vai se manifestar.A associação enviou-lhe ainda um manifesto a favor de um projeto que criminaliza atos homofóbicos. "Seria importante que o senhor esclarecesse o acontecido e deixasse claro publicamente que não tem preconceito contra homossexuais. Outra forma de demonstrar seu compromisso com o enfrentamento do preconceito seria seguir o exemplo de outros senadores e integrar a Frente Parlamentar pela Cidadania."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.