Mariana Haubert/Estadão
Mariana Haubert/Estadão

Ensaio para a posse tem Rolls Royce e figurantes no papel de Bolsonaro e Michelle

Simulação foi realizada na Esplanada nos Ministérios neste domingo, 23

Mariana Haubert, O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2018 | 17h54

O cerimonial do Palácio do Planalto realizou neste domingo, 23, o primeiro ensaio geral para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro, marcada para o dia 1º de janeiro. Um segundo será realizado no próximo dia 30.

O icônico Rolls Royce, veículo tradicionalmente utilizado no percurso pela Esplanada dos Ministérios, foi usado na simulação. Dois figurantes fizeram o papel do presidente eleito e da futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

O futuro ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, no entanto, afirmou não haver ainda uma decisão se Bolsonaro desfilará no carro aberto. Ele acompanhou o treinamento no local.

O cortejo presidencial saiu da Catedral Metropolitana de Brasília por volta das 14h30, mesmo horário em que o evento oficial está marcado para começar. Ele seguiu pela Esplanada dos Ministérios até o Congresso Nacional, onde Bolsonaro fará seu discurso oficial.

Ali, os figurantes permaneceram por cerca de 45 minutos, tempo estimado para a permanência também de Bolsonaro.  O cortejo seguiu então para o Palácio do Planalto, onde Bolsonaro receberá a faixa presidencial das mãos de Michel Temer.

Os dois figurantes chegaram sorridentes e acenando para as poucas pessoas que acompanhavam, curiosas, o ensaio. Eles subiram a rampa, ladeada pelos Dragões da Independência, que hoje vestiam apenas um uniforme militar e não o tradicional uniforme branco de gala.

Depois, os dois figurantes se dirigiram ao parlatório, onde Bolsonaro receberá a faixa presidencial e fará um breve pronunciamento. Mais dois figurantes se juntaram a eles, representando o vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão, e a mulher, Paula Mourão. A secretaria de imprensa do Planalto informou que os figurantes fazem parte do GSI, mas não informou quem eram.

Durante a simulação, um grupo de três ciclistas passou em frente ao Planalto gritando “Lula Livre”. A circulação de automóveis pela região foi bloqueada, mas pedestres e ciclistas não eram barrados. O cortejo presidencial ainda irá ao Itamaraty nesta tarde. No próximo domingo, 30, um novo ensaio será realizado nos mesmos moldes para acertar os detalhes finais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.