Encontro de Lula com Fidel na viagem a Cuba é incerto--porta-voz

O encontro entre o presidente LuizInácio Lula da Silva e Fidel Castro na viagem a Cuba na semanaque vem ainda é incerto pelas condições de saúde do mandatáriocubano, disse Marcelo Baumbach, porta-voz da Presidência, ementrevista coletiva. Desde que se afastou do poder, há um ano e meio, Fidel sófoi visto em fotos e em vídeo. Ele transferiu o posto para seuirmão, Raúl, após ser submetido a uma cirurgia no sistemadigestivo. A saúde de Fidel Castro é considerada um segredo de Estado,portanto ninguém sabe se o líder de 81 anos algum dia retomaráo comando do país comunista. Segundo Baumbach, Lula e Fidel pretendem se encontrar, masa saúde do cubano não permite que a reunião seja confirmada. "Émuito provável que ela aconteça, todo mundo quer que aconteça... mas neste momento é necessário ouvir a opinião dosmédicos", afirmou ele. O porta-voz descreveu Lula como amigoíntimo de Fidel. O governo brasileiro quer aumentar as linhas de créditopara que Cuba importe alimentos, e para permitir investimentosem projetos industriais, agrícolas e de infra-estrutura, como amodernização da indústria hoteleira. Na agenda também está o esboço de um acordo de cooperaçãocom a Petrobras, incluindo a construção de uma fábrica delubrificantes e a exploração de petróleo no golfo do México,afirmou Baumbach. A expectativa é que a Petrobras treine pessoal cubano eofereça ajuda no refino e na pesquisa. Lula será acompanhado por um grupo de ministros e pelopresidente da Petrobras e deve chegar a Cuba na segunda-feira,para uma estada de 24 horas. Ele também vai se reunir com o presidente em exercício,Raúl Castro, e o presidente da Assembléia Nacional, RicardoAlarcón. Lula vai participar da cerimônia de posse do presidente daGuatemala, Alvaro Colom, também na segunda-feira. (Reportagem de Raymond Colitt)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.