Encontro com vice de Obama melhora o clima e Dilma pode ir aos EUA este ano

Apesar da agenda cheia do período eleitoral, uma visita da presidente Dilma Rousseff aos Estados Unidos ainda este ano voltou a ser uma possibilidade real. A avaliação dos dois governos é que a visita do vice-presidente Joe Biden, na semana passada, foi o passo que faltava para desanuviar a relação - que teria saído do modo "frio" para o modo "morno". A ideia é que está na hora de deixar para trás a crise causada pela espionagem da National Security Agency (NSA). O assunto foi abordado no encontro entre Biden e Dilma - mas o problema prático, agora, é achar uma data. A Casa Branca não recebe candidatos em campanha e sobram, assim, os meses de novembro e dezembro, se a agenda de Obama permitir.

O Estado de S.Paulo

26 Junho 2014 | 02h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.