Enchentes podem atrapalhar controle da Sars na China

A China informou nesta quarta-feira a morte de duas pessoas por causa da Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars, na sigla em inglês), a pneumonia asiática, e 12 novos casos. Com isso, o país, o mais atingido pela doença, tem 296 mortes e 5.249 infectados.Apesar da diminuição de mortes e novos infectados na China, a Organização Mundial de Saúde (OMS) disse estar preocupada com as enchentes que acontecem todos os verões na China. Segundo a OMS, o vírus da Sars não é transmitido pela água, mas pode sobreviver por dias nas fezes. As enchentes podem causar a inundação dos esgotos em diversas cidades.Em Taiwan, terceiro local mais atingido pela pneumonia, 35 novos casos foram registrados, mas não houve mortes nesta quarta. Ao todo, Taiwan tem 418 casos, incluindo 52 mortes. Pelo menos 12 mil pessoas estão em quarentena. Apesar de estar em segundo lugar no ranking de infectados pela Sars, Hong Kong tem apresentado sinais de controle da pneumonia. Hoje, apenas duas pessoas morreram e um caso foi notificado. Ao todo são 255 mortos e 1.719 infectados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.