Empréstimos de emergência têm mais prazo

O governo concedeu ontem mais benefícios para os Estados enfrentarem a queda de receitas provocada pela crise econômica. Após reunião entre os governadores do Nordeste e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), informou que será ampliado de oito para nove anos o prazo de pagamento dos empréstimos emergenciais oferecidos aos Estados pelos bancos federais. O volume autorizado é de R$ 4 bilhões e o dinheiro só pode ser aplicado para investimentos. O prazo para contratação vai até 31 de dezembro. Dias disse que o ministro aceitou também reduzir os juros de 10,25% para 9,25%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.