Empresas testam urna eletrônica no TSE

Duas empresas que disputam a produção de 51 mil urnas eletrônicas para as próximas eleições testaram, nesta terça-feira, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o sistema de votação com impressão do comprovante de voto.A novidade foi aprovada na semana passada pelos deputados federais e depende de sanção do presidente Fernando Henrique Cardoso para ser usada em 2002.O teste foi feito pelas empresas Unisys e Procomp. Segundo o TSE, no pleito de 2002 o sistema de impressão de voto será usado no Distrito Federal, Sergipe, Maceió, Cuiabá e em mais 71 municípios.O TSE informou. nesta terça, que a conclusão da licitação está prevista para o final de janeiro. O tribunal já realizou a primeira fase do processo.Na análise de documentos, a Unisys e a Procomp foram aprovadas. A segunda fase começou nesta terça, com os testes para comprovar a autonomia da bateria da urna. Na última etapa, serão analisados os preços oferecidos pelas empresas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.