Ed Ferreira/AE
Ed Ferreira/AE

Empresas de Maluf terão de devolver US$ 28 milhões à prefeitura

A Corte de Jersey anunciou que empresas offshores ligadas ao ex-prefeito Paulo Maluf terão de devolver aos cofres públicos do município de São Paulo US$ 28,3 milhões, além de pagar nove anos de custos com advogados no processo que ainda tramita no paraíso fiscal. A avaliação da prefeitura é de que, só com advogados, o custo chegou a US$ 4,5 milhões nesse período.

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

18 de janeiro de 2013 | 16h41

Em novembro, a Corte constatou que as empresas ligadas à famíia Maluf haviam sido usadas pelo ex-político para desviar dinheiro de obras públicas em São Paulo, entre elas a obra da Avenida Águas Espraiadas nos anos 90.

Faltava definir o valor, que originalmente foi calculado em US$ 10 milhões. Com juros e correções, além das multas, Maluf terá de devolver US$ 28 milhões, além de US$ 4,5 milhões dos custos dos advogados.

As empresas já recorreram e uma decisão final deve sair em março.

Tudo o que sabemos sobre:
MalufSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.