Empresário nega envolvimento da Engevix com Youssef

O presidente da empreiteira Engevix, Christiano Kok, informou que desconhecia o envolvimento da empresa com a consultoria GFD Investimentos, do doleiro Alberto Youssef, denunciada pelo Ministério Público à Justiça Federal por facilitar um suposto esquema de corrupção na Petrobras. "Nós, a rigor, não temos envolvimento. Temos um consórcio que foi dito que contratou o serviço de uma consultoria interligada, mas nem sabemos", afirmou Kok, após participar do evento "Fidic International Conference".

FERNANDA NUNES, Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2014 | 13h46

Segundo o empresário, a empreiteira vem prestando esclarecimentos ao MP por meio de cartas. Ele disse não ter sido convocado pelo MP ou pela Polícia Federal, que investiga o caso na Operação Lava Jato. "Não temos muita coisa a dizer. A única coisa que o Ministério Público fez foi mandar uma carta para nós e respondemos a carta", afirmou.

A Engevix aparece na lista de empresas que fecharam contrato com a consultoria de Youssef, que teria ligação com o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, preso pela PF. No dia 19 deste mês, a contadora de Youssef, Meire Poza, afirmou em depoimento à Justiça que os contratos assinados com a consultoria do doleiro eram falsos, porque se tratava de uma consultoria de fachada. Segundo ela, a GFD não possuía funcionários para prestar consultoria.

Tudo o que sabemos sobre:
Lava JatoAlberto YoussefEngevix

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.