Empresa finlandesa vai retirar tubo de Cananéia

Representantes da empresa finlandesa KWHdeverão chegar ao País na próxima semana para fazer o transportedo tubo de alta densidade encontrado sexta-feira na Praia daBaleia, em Cananéia, em São Paulo. O duto, avaliado em R$ 2milhões, se desprendeu do rebocador que o transportava daEuropa para o Brasil. O acidente ocorreu há mais de três mesesna Baía de Guanabara, mas a corrente marinha o arrastou para olitoral paulista. O equipamento seria utilizado na obra do emissáriosubmarino da Barra da Tijuca, na zona Oeste do Rio. Segundo osecretário de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado,Agostinho Guerreiro, o seguro já havia feito a cobertura, comreposição de outra peça. O secretário disse o trabalho deconstrução do emissário, que ficou paralisado por faltas deverbas, será retomado nesta semana. Ele garantiu que todas asempreiteiras envolvidas na obra "demonstraram boa-vontade" econsiderou "drástica" a paralisação dos serviços. Guerreiro admitiu que existe uma pendência de R$ 25milhões no contrato já firmado com as empresas e que o totalnecessário para terminar a obra chega a quase R$ 100 milhões.Mas, ele acredita que é possível, obter os recursos "devido àprioridade dessa obra", atenderá a uma população de 1 milhão e200 mil pessoas de Jacarepaguá e Barra da Tijuca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.