Empresa de recarga do Bilhete Único doou R$ 300 mil

A empresa Rede Ponto Certo, que presta serviços de recarga do Bilhete Único para o sistema de ônibus e metrô em São Paulo, fez doações de R$ 300 mil para comitês de campanha no 2º turno da disputa pela Prefeitura, no momento em que Fernando Haddad (PT) e José Serra (PSDB) debatiam propostas de reforma das tarifas de transporte na cidade.

BRUNO BOGHOSSIAN, Agência Estado

13 de novembro de 2012 | 09h57

Os petistas receberam da Rede Ponto Certo R$ 200 mil em 19 de outubro. No 1º turno, Haddad havia apresentado um projeto de criação do Bilhete Único Mensal, em que o usuário pagaria R$ 140 por mês para viajar nos ônibus da cidade. Se a proposta for adotada, o sistema de recarga de bilhetes poderá ser alterado.

A empresa também doou R$ 100 mil à campanha tucana em 26 de outubro - um dia depois que Serra apresentou uma proposta de ampliar a duração do Bilhete Único de três para seis horas.

A Rede Ponto Certo afirma que as doações são "uma política da empresa" e não quis comentar seu contrato com a SPtrans, empresa ligada à Prefeitura que administra o sistema de ônibus. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Tudo o que sabemos sobre:
gastoscampanhaempresa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.