Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

Embaixador morre ao cair do 11.º andar de prédio no Rio

Sebastião do Rêgo Barros Netto, que chefiou missões brasileiras na ONU e na OEA e presidiu a Agência Nacional de Petróleo (ANP), caiu de edifício em que morava, na Avenida Atlântica, na praia de Copacabana.

ROBERTA PENNAFORT, O ESTADO DE S.PAULO

09 Novembro 2015 | 17h42

Rio - O embaixador Sebastião do Rego Barros Netto, que presidiu a Agência Nacional de Petróleo nos anos 2000, representou o Brasil na antiga União Soviética nos anos 1990 e chefiou missões brasileiras na ONU e na OEA, morreu na manhã desta segunda-feira, 9, ao cair do 11º andar do prédio em que morava, na Avenida Atlântica, na praia de Copacabana.

Formado em direito e economia internacional, ele foi diretor-presidente ANP de 2002 a 2005. Entre 1993 e 1994 ele foi embaixador do Brasil na Ucrânia; entre 1995 e 1998, foi secretário-geral das Relações Exteriores. Era casado com Maria Cristina De Lamare Rêgo Barros e morava num prédio vizinho ao Hotel Copacabana Palace.

Seu enteado, Carlos Medicis, disse que as circunstâncias da morte não estão claras ainda. "A única coisa que posso confirmar é isso. A gente está tentando entender o que aconteceu, confortar a família", informou ao Estadão por telefone.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.