Embaixador brasileiro se encontrará com surfistas presos

O embaixador João Almino, cônsul-geral do Brasil em Miami, vai se encontrar na segunda-feira com os dois surfistas brasileiros presos nos Estados Unidos, acusados de terrorismo, informou o Itamaraty. Misael Mendonça Cabral, de 29 anos, e Daniel Correia, de 27, estão presos em Miami desde o dia 26 de outubro, depois de terem dito a inspetores alfandegários do aeroporto local que tinham uma bomba na mala. Eles carregavam, na verdade, uma bomba de sucção para fabricação de pranchas. Os dois são acusados de "informação falsa sobre ameaça de bomba, com intenção maliciosa, irresponsabilidade e desdém pela segurança da vida humana" e poderão ser condenados a até cinco anos de prisão e terão de pagar, individualmente, multas de até US$ 250 mil.Uma primeira audiência judicial acontece no próximo dia 10 na Suprema Corte de Miami. De acordo com o Itamaraty, o cônsul vai conversar com os brasileiros para saber que tipo de tratamento eles estão recebendo. O governo tem mantido contatos com as famílias dos brasileiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.