Em visita à Petrobras, Lula faz trocadilho com álcool

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez hoje uma brincadeira ao tentar relacionar o aumento do uso de álcool nos motores dos veículos à uma possível diminuição do consumo de bebida alcoólica. Em visita ao Centro de Pesquisa da Petrobras (Cenpes), no Rio, o presidente fez o comentário para técnicos do Cenpes, que desenvolveram uma nova tecnologia de produção do álcool a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A visita não pôde ser acompanhada por jornalistas, apenas por profissionais da imagem (cinegrafistas e fotógrafos) e foi gravada pelas câmeras de TV: "O que vocês estão vendo é álcool. Agora, isso aqui foi feito de bagaço de cana, que normalmente é jogado fora, queimado. Mas vocês imaginem que logo logo vocês vão estar, todo mundo, utilizando carro que não precisa mais beber nada, porque vocês vão estar com álcool, sabe, tocando o motor de vocês. Aí então vai diminuir a bebida pelo uso de álcool no motor do carro" (sic), disse o presidente segurando um frasco com o combustível. A frase foi interpretada de maneira dúbia e gerou dúvidas sobre seu contexto, mas a assessoria de imprensa da Presidência esclareceu que a brincadeira comumente é feita por Lula, relacionando o consumo de álcool automotivo e o consumo de bebida alcoólica. Na prática, técnicos do setor esclarecem que não há qualquer relação entre os dois tipos de consumidores, já que trata-se de processos diferenciados de produção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.