Em vídeo, Ciro Gomes chama Cunha de 'câncer'

'Não é possível que o Parlamento ainda sobreviva com o mínimo de respeitabilidade popular sem resolver este câncer', afirmou o ex-ministro e ex-deputado

O Estado de S. Paulo

03 Novembro 2015 | 19h24

O ex-ministro e ex-deputado Ciro Gomes (PDT-CE) divulgou nesta terça-feira, 3, em seu perfil no Facebook um vídeo em que chama o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) de "câncer" e ainda classifica o vice-presidente Michel Temer (PMDB) de "parceirão" do parlamentar.

Perguntado por um interlocutor do vídeo se ele acredita que o processo de cassação do presidente da Câmara irá adiante, respondeu: “Acho que sim. Não é possível que o Parlamento ainda sobreviva com o mínimo de respeitabilidade popular sem resolver este câncer.”

 

 

Ciro fala de Eduardo Cunha e Michel Temer. Posted by Ciro Gomes on Terça, 3 de novembro de 2015

“O cabra é enrolado em tudo que não presta, desde não sei quando”, continua. “Todo mundo sabia disso, votou (nele para a presidência) porque recebeu uma bandinha do cabra, mas agora foi pego. Agora não tem mais saída.”

Em seguida, o interlocutor questiona sobre Michel Temer, e Ciro não o poupa de críticas também. "Parceiro, parceirão de longa data, eu sei bastante bem o que estou dizendo", afirmou o ex-deputado que ainda acusa Cunha de atender ao lobby de empresários paulistas quando relatava uma Medida Provisória do Programa Minha Casa Minha Vida. Ciro afirma ter denunciado o caso ao então presidente da Câmara, Michel Temer, que não teria feito nada a respeito, segundo o ex-deputado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.