Em velório, Serra e Maluf elogiam Thomaz Bastos

São Paulo, 20/11/2014 - O senador eleito pelo PSDB de São Paulo, José Serra, presente ao velório do ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, disse que, apesar de estarem em lados opostos na política, os dois eram muito amigos. Thomaz Bastos foi seu advogado nos anos 90 e sempre que possível trocavam ideias sobre o Brasil. O senador eleito afirmou ainda que reconhece o bom trabalho que Thomaz Bastos desenvolveu no Ministério da Justiça.

ELIZABETH LOPES, FRANCISCO CARLOS DE ASSIS E MÔNICA REOLOM, Estadão Conteúdo

20 de novembro de 2014 | 19h41

O deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), que também compareceu ao velório que é realizado na Assembleia Legislativa de São Paulo, afirmou ter convivido com o ex-ministro por mais de 40 anos. "Eu tinha por ele grande admiração e por muitas vezes discutimos política sem nenhum preconceito. Ele era republicano. Eu falava muito com ele, era um homem do bem. Apesar de pertencer ao PT, era republicano e respeitador da lei. Era da ala do PT que senta e conversa. Acho que vai fazer grande falta", disse.

O deputado federal Miro Teixeira (PROS-RJ) elogiou Thomaz Bastos dizendo que ele sempre buscava a eficiência, era um ser humano fantástico e jamais quis os holofotes.

Para o advogado José de Oliveira Lima, o Juca, Thomaz Bastos era, acima de tudo, um estrategista e tinha sempre um olhar para o cliente. "Ele tinha muita capacidade para ouvir, era um grande mestre e me ajudou muito", afirmou. "Estou muito triste e abalado."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.