Em São Paulo, funcionários de bingos protestam contra MP

Funcionários de bingos realizam esta manhã uma série de manifestações em São Paulo contra a Medida Provisória do governo que determinou o fechamento das casas de jogos. O protesto, organizado pela Força Sindical, já reuniu cerca de 2 mil pessoas na Rua Augusta, segundo a Polícia Militar. Horas antes, na Avenida Ipiranga, o movimento conseguiu reunir outras 500.O protesto começou por volta das 9h30 na Avenida Ipiranga, em frente ao Bingo Sampa. De lá, os manifestantes se dirigiram para a Rua Augusta, onde se localiza o Bingo Augusta. A série de manifestações pela capital continua agora na Mooca, em frente ao Bingo Taquari. Na segunda-feira, os dirigentes da Força esperam reunir cerca de 10 mil manifestantes em frente ao Masp. Segundo dados da Associação Brasileira dos Bingos, ABRABIN, a medida provisória que proíbe a atividade no País, afeta 120 mil empregos diretos e 200 mil indiretos.O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, disse que se reuniu com donos de bingos e quer negociar com o governo um prazo de 30 dias para que eles possam negociar a MP sem demitir funcionários. Em São Paulo, segundo a entidade, os bingos empregam 60 mil trabalhadores. O sindicalista afirmou ainda que já entrou em contato com o ministro do Trabalho, Ricardo Berzoini, para discutir o assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.