Divulgação<br>
Divulgação

Em Rondônia, Moura tenta reeleição, após 1º turno apertado

Confúcio Moura (PMDB) aparece com 54% dos votos e Expedito Júnior (PSDB), com 46%, em pesquisa Ibope

Quetila Ruiz, Especial para o Estado de S. Paulo

25 de outubro de 2014 | 21h57

 Em Rondônia, disputam o 2.º turno o atual governador, Confúcio Moura (PMDB), e o ex-senador Expedito Junior (PSDB). O 1.º turno foi acirrado. Confúcio conseguiu 288.220 votos (35,86% dos válidos) e Expedito, 284.663 (35,42%).

Confúcio, de 66 anos, natural de Dianópolis (TO), é médico e elegeu-se deputado federal por Rondônia três vezes consecutivas, 1994, 1998 e 2002. Em 2004, foi eleito prefeito de Ariquemes. Seria reeleito em 2008. Em 2010, foi eleito governador, no 2.º turno.

Liderando a coligação Rondônia no Caminho Certo, de nove partidos, desde o 1.º turno, Confúcio apoia, mesmo que timidamente, Dilma Rousseff (PT) na eleição presidencial. Já seu vice Daniel Pereira (PSB) dava suporte à correligionária Marina Silva. No 2.º turno, o apoio a Dilma ficou mais visível e ele ganhou o reforço do deputado federal e presidente do PT em Rondônia, Padre Ton, derrotado na eleição para governador no 1.º turno.

A coligação encabeçada por Expedito Júnior, de 51 anos, paulista de Guararapes e professor do ensino médio, tem 11 partidos. O candidato foi eleito senador em 2006 e teve seu mandato cassado em 2009, acusado de compra de votos e abuso do poder econômico durante as eleições de 2006.

Em 2010, tentou ser candidato ao governo do Estado, mas por causa da Lei da Ficha Limpa teve seu registro negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Expedito Júnior defende a candidatura de Aécio Neves (PSDB) para presidente e, neste 2.º turno, ganhou apoio do senador licenciado Ivo Cassol (PP), que recentemente foi condenado a 4 anos e 8 meses de prisão por fraude em licitações.

PESQUISA IBOPE

Na última pesquisa Ibope, o candidato Confúcio Moura (PMDB) aparece à frente de Expedito Júnior (PSDB) ao governo de Rondônia. Confúcio Moura está com 54% dos votos válidos contra 46% de Expedito Júnior. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.