Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Em reunião, Dutra tenta unificar PT na disputa pela presidência da Câmara

Disputam a vaga Cândido Vaccarezza, Arlindo Chinaglia, João Paulo Cunha e Marco Maia

Andrea Jubé Vianna, de O Estado de S.Paulo,

10 de novembro de 2010 | 13h39

BRASÍLIA - O presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, vai participar nesta quarta-feira, 10, à tarde da reunião dos parlamentares do partido na Câmara dos Deputados. Há um mal-estar na bancada por causa da disputa acirrada entre quatro petistas pela indicação do candidato da sigla à presidência da Casa.    

 

Veja também:    

 

link "Nenhum ministério é propriedade de ninguém", diz Dutra após concluir conversas com aliados

 

link PMDB pede seis ministérios e quer indicar os nomes

Disputam a vaga o atual líder do governo, Cândido Vaccarezza (PT-SP), os ex-presidentes Arlindo Chinaglia (PT-SP) e João Paulo Cunha (PT-SP), e o vice-presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS). Vaccarezza tem a simpatia de Dutra e já iniciou conversas com lideranças do PMDB sobre a divisão do comando da Casa, mas não tem o aval da bancada.

Dutra buscará unificar a legenda em torno de um nome a fim de evitar o erro de 2005. Naquele ano, o então presidente do PT, José Genoino, impôs a indicação do deputado Luiz Eduardo Greenhalgh, enquanto a maioria da bancada preferia o mineiro Virgílio Guimarães. O resultado dessa divisão foi a eleição do candidato independente Severino Cavalcanti (PP-PE), que acabou renunciando ao cargo por causa do escândalo do chamado "mensalinho".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.