Em Recife, Lula defende apuração de denúncias

Em visita a Recife hoje, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que a crise no Ministério dos Transportes não tirava a sua alegria em visitar Pernambuco. "Se tem denúncia, apura. Investiga, pune quem tiver que punir e acabou", disse. Os jornalistas esperavam Lula no Parque Dona Lindu, na praia de Boa Viagem.

ANGELA LACERDA, Agência Estado

21 de julho de 2011 | 20h20

Ele foi ovacionado, e antes de entrar no Teatro Luis Mendonça, onde iria assistir a um concerto da orquestra Criança Cidadã, que completa cinco anos de existência e faz uma homenagem ao ex-presidente que apoia o projeto social, LUla passou cinco minutos abraçando as pessoas e crianças de colo, que se aglomeravam na grade de separação do público.

Lula chegou a colocar duas crianças no colo, uma em cada braço. Indagado sobre o seu sentimento ao voltar a sua terra natal, depois de deixar a Presidência, ele afirmou: "Voltar aqui é quase uma coisa natural. Estava com saudade". Um menininho de três anos, Tiago que não conseguiu chegar perto do ex-presidente, chorava no colo de sua mãe, Ana Maria Conceição da Silva, 38 anos. "Eu quero ver Lula", repetia a criança, com voz de choro, enquanto sua mãe era impedida de atender o menino, devido à aglomeração de pessoas que a separava de Lula, impedindo de realizar o desejo da criança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.