Em plebiscito, PHS aprova a fusão com o PPS e o PMN

O presidente do Partido Humanista da Solidariedade (PHS), Paulo Roberto Matos, divulgou no início da noite desta quarta-feira a decisão do partido de aprovar da fusão da legenda com o PPS e o PMN, que dará origem a Mobilização Democrática (MD). Com 100% dos votos apurados, 86% dos filiados se manifestaram a favor da união. Contudo, os Estados de Pernambuco, Alagoas, Paraíba, Ceará e Piauí se mantém ainda contra a fusão. De acordo com o Matos, o plebiscito realizado pelo partido mostrou que a maioria esmagadora dos militantes apóia a proposta de criação da Mobilização Democrática. Os dirigentes do PHS ainda se reúnem no sábado em Brasília para um congresso nacional que deve oficializar o resultado do plebiscito. No domingo, os três partidos (PPS, PHS e PMN) realizam congresso conjunto para homologar a fusão, eleger a direção nacional da nova legenda e aprovar o estatuto, o programa e o manifesto da Mobilização Democrática. O encontro acontece a partir das 10 horas no auditório "Nereu Ramos", da Câmara dos Deputados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.