Em Pernambuco, PF indicia dois por remessa ilegal

A Polícia Federal de Pernambuco indiciou hoje Edmundo Gurgel Júnior, 41 anos e Arthur Tillman Maia Neto, 31, ex-sócios da Norte Câmbio Turismo, em inquéritos policiais instaurados para apurar remessas ilegais de divisas para o exterior, dentro da Operação Farol da Colina. Os dois foram presos ontem, assim como o sócio da Norte Câmbio Turismo Carlos Alberto Guimarães Padilha, 73 anos, em cumprimento a mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça federal do Paraná. Os três permanecem detidos na sede da PF, no Recife. Dois outros mandados de prisão - contra Jacinto Monteiro Dias e sua mulher Maria Del Pilar Nogues Dias, sócios majoritários da Norte Câmbio Turismo - não foram executados porque eles se encontram no exterior. A PF conta com a possibilidade de o casal estar morando fora do País. Segundo a PF, a Norte Câmbio Turismo teria desviado, nos anos de 1997 e 1998, US$ 4,32 milhões, usando a agência do Banestado em Foz de Iguaçu (PR) para remessas ilegais à agência deste banco em Nova York, com contas CC-5. Os inquéritos foram instaurados com base na análise da documentação e computadores apreendidos ontem e que estão sendo analisados pela Receita Federal e Ministério Público Federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.