Em nota, Sarney diz que há 'campanha de mídia' contra ele

Presidente do Senado afirma que um dos motivos da campanha seria o seu apoio ao presidente Lula

Denise Madueño, de O Estado de S. Paulo,

25 de junho de 2009 | 14h28

O presidente do Senado, José Sarney, afirmou em nota que a matéria desta quinta-feira, 25, de O Estado de S.Paulo, é uma campanha da mídia contra ele. Na nota, Sarney atribui como um dos motivos dessa campanha o fato dele apoiar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Sarney não explica as ações de José Adriano Cordeiro Sarney, para intermediar a concessão de empréstimos a funcionários do Senado e diz apenas que considera que os esclarecimentos prestados pelo neto, em nota já divulgada são suficientes.

 

Veja também:

especialESPECIAL MULTIMÍDIA: Entenda os atos secretos e confira as análises

lista Confira a lista dos 663 atos secretos do Senado

documento Leia a íntegra da defesa do presidente do Senado

lista O ESTADO DE S. PAULO: Senado acumula mais de 300 atos secretos

lista O ESTADO DE S. PAULO: Neto de Sarney agencia crédito no Senado

 

Esta é a íntegra da nota:

 

"Sobre a matéria divulgada hoje pelo jornal O Estado de S.Paulo, considero os esclarecimentos prestados pelo meu neto, José Adriano Cordeiro Sarney, pessoa extremamente qualificada, com mestrado na Sorbbone, e pós graduação em Harvard, suficientes para mostrar a verdadeira face de uma campanha midiática para atingir-me, na qual não excluo a minha posição política, nunca ocultada, de apoio ao presidente Lula e seu governo".

Tudo o que sabemos sobre:
José Sarneyatos secretos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.