RAFAEL ARBEX/ESTADÃO
RAFAEL ARBEX/ESTADÃO

Em nota, PT diz que eleição sem Lula vai aumentar número de votos nulos e brancos

Partido reage a pesquisa eleitoral com cenário que exclui petista da disputa eleitoral de outubro

Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo

31 Janeiro 2018 | 15h25

A Executiva Nacional do PT divulgou nesta quarta-feira, 31, uma nota na qual afirma que o resultado da pesquisa do instituto Datafolha mostra que o eleitorado não aceitou a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Eleitoral da 4.ª Região e que a ausência do petista na disputa eleitoral pode aumentar o número de votos brancos e nulos a um patamar inédito, o que tiraria a legitimidade do presidente eleito e aprofundaria a crise de representatividade na democracia brasileira. 

+++ Lula tem 37%, Bolsonaro 16%, Marina 8% e Alckmin 6%, diz pesquisa

"O julgamento do povo é muito claro: uma eleição sem Lula agravaria ainda mais a incerteza e a insegurança que estamos vivendo desde o golpe do impeachment. E a responsabilidade recairá sobre aqueles que insistem em afastá-lo à força de farsas judiciais como as de Curitiba e Porto Alegre", diz a nota.

+++ 'Até que não é alto', diz Alckmin sobre sua rejeição de 26%

O PT destaca o dado registrado pelo levantamento de que sem Lula o porcentual de votos brancos e nulos subiria para 31%, o maior já registrado na história do instituto. O número é superior à pontuação de qualquer outro pré-candidato. "Excluir Lula do processo eleitoral significaria cassar o direito de voto da grande maioria dos eleitores, o que lançaria o país numa crise política e institucional de consequências imprevisíveis, mas inevitavelmente trágicas", diz a direção petista.

Integrantes da cúpula do partido lembram, em conversas reservadas, que o recorde de brancos e nulos ocorre de forma natural e que se o PT incentivar o movimento com campanhas institucionais, o número pode aumentar. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.