Em nota, PT de Ribeirão Preto declara apoio a Palocci

Os petistas da macrorregião do PT de Ribeirão Preto divulgaram nota de apoio ao ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, atingido por denúncias em razão do rápido crescimento de seu patrimônio. Para os partidários, "não existe nenhuma ilegalidade nos atos" de Palocci quando ele era deputado federal e a desconfiança sobre o ministro seria fruto de uma ação da oposição para instaurar uma crise política no governo Dilma Rousseff.

WLADIMIR D'ANDRADE, Agência Estado

05 de junho de 2011 | 18h34

A nota foi proposta pelo presidente do PT do Estado de São Paulo, Edinho Silva, e aprovada por unanimidade durante reunião ocorrida ontem com representantes de 40 municípios da macrorregião de Ribeirão Preto, no interior paulista, berço político de Palocci.

O comunicado manifesta "total apoio" ao ministro-chefe da Casa Civil. "A história pública de Antônio Palocci, seja como vereador, prefeito, deputado ou ministro, demonstra competência e total dedicação na construção do projeto político que transformou a vida do povo brasileiro, tirando mais de 27 milhões da miséria e ascendendo socialmente outros 30 milhões."

Para os petistas, as acusações não têm o objetivo de atingir o ministro, e sim o governo da presidente Dilma. "São frutos do vazio de propostas da oposição diante das constantes manifestações de aprovação da população às ações do governo", afirma o comunicado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.