Em nota, PSDB nega uso de robôs nas redes sociais

Partido rechaça documento da Secretaria de Comunicação Social da Presidência que afirma que sigla continuou usando robôs para divulgar mensagens contra o PT mesmo após campanha eleitoral

Valmar Hupsel Filho e Ricardo Galhardo, O Estado de S. Paulo

17 de março de 2015 | 20h29

São Paulo -  Em nota, o PSDB negou nesta terça-feira, 17, o uso de robôs durante e depois da campanha presidencial. Em documento interno revelado nesta terça com exclusividade pelo Estado, o governo federal assumiu o uso de robôs para replicar mensagens na internet durante a campanha à reeleição, e afirmou que o senador tucano Aécio Neves e o PSDB também usaram o expediente não só durante a campanha, mas também depois dela. 

O PSDB afirmou que o documento interno do governo federal, revelado com exclusividade pelo Estado, confirma as denúncias feitas pelo partido durante a campanha. "Depois de o PT negar durante toda a campanha, finalmente documento oficial da Secretaria de Comunicação da Presidência revelou mais uma mentira eleitoral, ao confirmar denúncias feitas à época sobre uso de robôs durante a campanha eleitoral. Tal prática não foi e não é usada pelo PSDB", diz a nota. 

O partido afirma ainda que o documento acusa "de forma superficial e indistinta" o PSDB e usuários das redes sociais críticos ao governo de terem feito gastos milionários na internet. "Na opinião do PSDB, tal afirmação reflete a permanente dificuldade do governo em reconhecer e respeitar o tamanho das ações espontâneas que ocorrem nas redes sociais em oposição a administração petista", diz o texto. 

Confira a íntegra da nota: 

"Depois de o PT negar durante toda a campanha, finalmente documento oficial da Secretaria de Comunicação da Presidência revelou mais uma mentira eleitoral, ao confirmar denúncias feitas à época sobre uso de robôs durante a campanha eleitoral.

Tal prática não foi e não é usada pelo PSDB.

O texto em questão acusa de forma superficial e indistinta o PSDB e usuários das redes sociais críticos ao governo de terem feito gastos milionários na internet. Na opinião do PSDB, tal afirmação reflete a permanente dificuldade do governo em reconhecer e respeitar o tamanho das ações espontâneas que ocorrem nas redes sociais em oposição a administração petista". 

Tudo o que sabemos sobre:
PSDBeleiçõesrobôs de campanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.