Em nota, Editora Abril diz que acusação de Renan é 'leviana'

Em discurso, senado aponta supostas irregularidades na venda da TVA pela Abril à Telefônica

09 de agosto de 2007 | 20h10

Após o ataque do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), à revista Veja, a Editora Abril divulgou nota no início da noite desta quinta-feira, 9, dizendo ser "leviana" a acusação do senador. Renan aponta supostas irregularidades na venda da TVA (a cabo) pela Abril à Telefônica.  Veja também: Cronologia do caso Renan    Veja especial sobre o caso Renan  Renan pede investigação de venda da TVA até ao Senado da Espanha Renan volta à tribuna e ataca editora Abril A nota diz ainda que o negócio está "dentro da lei" e já foi aprovado pela Anatel. E reitera que as revelações da publicação foram apuradas "rigorosamente" e que os problemas do senador "derivam de sua conduta". Leia a íntegra da nota: A Editora Abril informa que as revelações de Veja sobre o senador Renan Calheiros foram rigorosamente apuradas e, portanto, as confirma integralmente. As aflições e problemas do senador derivam de suas condutas. Estas foram consideradas suficientemente problemáticas pelos seus pares e pelo Procurador-Geral da República, que as encaminharam para investigação, de um lado, para o Conselho de Ética do Senado Federal e, de outro, para o Supremo Tribunal Federal. É fruto do desespero do senador a acusação leviana de que ainda haja alguma coisa a verificar na transação entre a TVA e a Telefônica. A Abril reitera que a parceria em questão está rigorosamente dentro da lei e já foi aprovada pelo Conselho Diretor da Anatel após nove meses de tramitação e análise.

Tudo o que sabemos sobre:
RenanEditora Abril

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.