Em nota, Dilma reitera contribuição de Florence no Desenvolvimento Agrário

Presidente disse 'lamentar' interpretações feitas a respeito da saída de ministro do comando da pasta; ex-titular sofria ataques de movimentos sociais

Denise Madueño, da Agência Estado

10 de março de 2012 | 16h51

BRASÍLIA - A Secretaria de Imprensa da Presidência da República divulgou nota na tentativa de diminuir as críticas ao baixo desempenho do Ministério do Desenvolvimento Agrário na gestão do ministro Afonso Florence. A queda no número de assentamentos no País e a insatisfação dos movimentos sociais teriam provocado a substituição de Florence pelo deputado Pepe Vargas (PT-RS), anunciada na sexta-feira passada, 9. Na nota, a presidente Dilma Rousseff agradece novamente ao ministro por "sua importante colaboração" à frente da pasta.

"A presidenta lamenta interpretações em contrário e considera que Florence prestou grandes serviços ao processo de inclusão social no campo", afirma o Palácio do Planalto na nota. "No comando do Ministério do Desenvolvimento Agrário, ele participou de ações que fortaleceram a agricultura familiar e ajudaram a melhorar a vida de milhares de brasileiros."

O programa de reforma agrária, em 2011, beneficiou apenas 22 mil famílias, a pior estatística nos últimos 16 anos, segundo revelou reportagem do Estado no dia 6. Florence apareceu na lista de possíveis demitidos desde que foi anunciada a disposição da presidente em fazer uma reforma ministerial. Ele foi o 12º ministro, do total de 37 titulares, substituído pela presidente nestes 14 meses de governo.

Ao anunciar a mudança no comando do ministério na sexta-feira, em nota à imprensa, a presidente elogiou Florence e disse que suas ações "fortaleceram a agricultura familiar e contribuíram para a redução da pobreza no campo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.