Roberto Stuckert Filho – PR/Divulgação
Roberto Stuckert Filho – PR/Divulgação

Em nota, Casa Branca reafirma que decisão de adiar viagem foi conjunta

Segundo o texto, Obama 'entende e lamenta' as preocupações geradas pelas denúncias de espionagem americana no Brasil e promete trabalhar para reduzir tensão entre os dois países

Cláudia Trevisan, O Estado de S. Paulo

17 de setembro de 2013 | 15h25

Washington - A Casa Branca divulgou nota no início da tarde desta terça-feira, 17, na qual afirma que a decisão de adiar a visita da presidente Dilma Rousseff a Washington foi tomada em conjunto com o presidente Barack Obama e que uma nova data será definida pelos dois dirigentes.

"O presidente Obama e a presidente Rousseff aguardam a visita de Estado, que vai celebrar nosso amplo relacionamento e não deve ser ofuscada por um único problema bilateral, não importa o quão importante e desafiador ele seja", disse a nota da Secretaria de Imprensa da Casa Branca.

Segundo o texto, Obama "entende e lamenta" as preocupações geradas pelas denúncias de espionagem americana no Brasil e está disposto a trabalhar para resolver essa fonte de tensão para a relação bilateral.

O assunto foi discutido na semana passada entre o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Luiz Alberto Figueiredo, e a chefe do Conselho Nacional de Segurança dos EUA, Susan Rice. "Como o presidente afirmou anteriormente, ele ordenou uma revisão ampla da postura de inteligência dos EUA, mas o processo vai levar meses para estar concluído", disse a nota sobre o encontro, divulgada nesta segunda-feira, 16.

Marcada originalmente para o dia 23 de outubro, essa seria a primeira visita de Estado do segundo mandato de Obama e a única que ele receberia neste ano. A possibilidade de o encontro ser adiado ou cancelado surgiu depois das revelações de que a Agência Nacional de Inteligência americana monitorou comunicações de Dilma com seus assessores.

Tudo o que sabemos sobre:
espionagemDilmaObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.