Em nota, Aécio ataca Álvaro Dias para se defender de críticas

O presidente da Câmara, deputado Aécio Neves (PSDB-MG), contestou hoje o discurso em que o senador Álvaro Dias (PDT-PR) o acusou, ontem, de ter sido conivente com o arquivamento do processo de cassação do mandato do deputado Eurico Miranda (PPB-RJ), denunciado por quebra de decoro parlamentar. Em nota divulgada por sua assessoria, Aécio diz: "Não reconheço autoridade política e muito menos moral no senador Álvaro Dias para questionar os atos do presidente da Câmara dos Deputados nem estou disponível a servir de instrumento para o exercício de uma das suas qualidades mais marcantes - o oportunismo, característica que, dentre outras coisas, fez com que ele fosse expelido do meu partido, o PSDB." Ontem pela manhã, Álvaro Dias ocupou a tribuna do plenário do Senado e criticou a decisão da Mesa da Câmara de arquivar o processo em que era solicitada a cassação de Miranda. Dias afirmou que a decisão da Mesa "enxovalha a imagem dos políticos" e equivale, segundo ele, a rasgar as normas que regem o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.