'Em nenhum momento faltei com decoro', diz Sarney

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), frisou, no pronunciamento feito hoje no plenário, que em nenhum momento faltou com o decoro parlamentar. Ele disse que está sendo vítima de campanha sistemática e agressiva e pediu para ser julgado com "espírito de justiça".

CAROL PIRES, Agencia Estado

05 de agosto de 2009 | 18h04

"Nunca faltei ou faltarei com o decoro parlamentar. Ainda mais eu, cidadão de vida ilibada e hábitos simples. Ter falta de decoro? Acho que ninguém poderia me acusar. Sou vítima de uma campanha sistemática e agressiva. Peço aos meus colegas que julguem minha conduta austera e não pelas calúnias e acusações levianas que tem sido feitas contra mim." E concluiu: "Meu apelo é pela volta de uma convivência pacífica entre nós. Não irei me submeter à humilhação de fugir de minhas responsabilidades".

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoSarneydiscurso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.