Em Natal, Alves pede aplausos para Dilma

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), usou boa parte de seu discurso, feito nesta segunda-feira em Natal, para elogiar o "governo republicano" da presidente Dilma Rousseff e pedir que ela destine recursos para o Rio Grande do Norte. Alves prometeu apoio dos prefeitos do Estado e pediu um minuto de aplausos para ficar na memória da presidente. "Para que a senhora não se esqueça desse Rio Grande do Norte, que ele penetre sua consciência, seu senso de justiça, sua alma, seu coração para sempre", disse o presidente da Câmara durante evento de entrega de máquinas retroescavadeiras e motoniveladoras no Nordeste.

JOSÉ ROBERTO CASTRO E BEATRIZ BULLA, Agência Estado

03 Junho 2013 | 14h41

À vontade diante de uma plateia de prefeitos do seu Estado e dividindo o palco com a presidente, Alves fez um discurso efusivo em que enalteceu o governo Dilma e o comportamento "irretocável" da presidente e pediu os aplausos de plateia, enquanto bradava sobre a atitude "correta, republicana, respeitosa, acolhedora" da presidente. De acordo com o peemedebista, a presidente "não quer saber" se um governante é de partido da oposição ou da base aliada, o que configuraria, para Alves, a atitude republicana. "O seu governo é republicano. O seu comportamento tem sido irretocável, a senhora quer resolver o Brasil."

Durante seu discurso, Alves cobrou que o governo faça pelo Rio Grande do Norte o que já fez por outros Estados. "A Bahia nem parece mais o Nordeste, cresceu muito", disse.

Ele dividiu com a presidente o palco em evento em Natal (RN), onde ela firmou convênios com o governo local e participou de entrega de retroescavadeiras e motoniveladoras a prefeitos. "Valeu a pena esperar pelo seu governo republicano. É bom que se diga isso", reforçou.

Mais conteúdo sobre:
NatalHenrique AlvesDilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.