Em MS, sete são presos por fraude em licitações

Sete pessoas foram hoje durante a Operação Questor, da Polícia Federal (PF) em Mato Grosso do Sul, que teve o objetivo de desarticular uma quadrilha composta por funcionários públicos e empresários, que fraudava procedimentos licitatórios que envolviam verbas públicas federais destinadas à saúde, educação e infraestrutura no município de Ladário.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

16 de maio de 2011 | 12h39

Estão sendo cumpridos sete mandados de prisão temporária e 26 mandados de busca e apreensão nos municípios de Ladário, Corumbá, Dourados e Campo Grande, e em municípios do Paraná e Rio Grande do Sul. Segundo a PF, foram cumpridos quatro mandados de prisão em Ladário, dois em Corumbá e um em Campo Grande.

A investigação durou mais de um ano e desenvolveu-se em conjunto com o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União, tendo sido comprovado que, somente neste período, houve prejuízo de mais de R$ 500 mil aos cofres públicos em licitações promovidas pelo município de Ladário.

Mais conteúdo sobre:
prisãofraudeMSlicitação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.